quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

A natureza futurista do Studio Drift


Ela era fascinada pela complexidade da natureza. Já ele, gostava mesmo da engenhosidade da tecnologia e do mundo sci-fi. Quando os designers holandeses Lonneke Gordijn e Ralph Nauta se conheceram, o choque de universos opostos acabou mostrando semelhanças inesperadas – e assim nasceu o Studio Drift, responsável por uma das peças mais delicadas e emblemáticas da exposição Made by... Feito por Brasileiros, no Complexo Matarazzo, em São Paulo.

Trata-se de Fragile Future, uma instalação luminosa que funde materiais orgânicos com linhas tecnológicas e futuristas. São cerca de 900 lâmpadas que mimetizam a natureza usando sementes de dente-de-leão em meio a uma complexa estrutura metálica que as interliga. Cada uma delas foi cuidadosamente feita a mão por um time de 8 garotas – já que homens nunca teriam a paciência e delicadeza, defende a dupla. Durante três meses elas colaram, em cada pequena lâmpada de LED, uma centena de delicadas hastes provenientes de 9 mil flores. O próximo passo foi, então, fazer surgir peças metálicas modulares idênticas, que foram trazidas ao Brasil para a montagem da obra site specific. "Criamos um sistema tecnológico que se expande com fluidez, assim como as plantas fazem no meio ambiente", explica Nauta à Casa Vogue.

"A reação das pessoas à Fragile Nature é muito curiosa", conta Lonneke. "Quando crianças vêem as peças, logo entendem do que se trata. Já os adultos, que têm uma infinidade de camadas psicológicas entre a realidade e o entendimento, não conseguem, de primeira, identificar um material tão trivial e presente na vida."

Além de construir um visual deslumbrante, a obra traz em si um questionamento otimista quanto ao futuro da humanidade. Se um material tão frágil consegue perpetuar-se com tanta facilidade, em um processo simples e complexo ao mesmo tempo, é preciso abrir os olhos para os sistemas naturais ao nosso redor para encontrar alternativas e oportunidades para o futuro. "E se uma união tão extrema quanto a de sementes com circuitos elétricos pode parecer normal à primeira vista, a conclusão é clara: não existe nada mais hi-tech que a natureza", conclui Ralph.

Image and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPicImage and video hosting by TinyPic

Nenhum comentário:

Postar um comentário