sábado, 28 de janeiro de 2017

Empresa transforma papelão em móveis sustentáveis

Criada há cinco anos, Crafta Inteligente produz de cabides, que custam 2,50 reais, a sofás para 20 pessoas, que são vendidos por 3 mil reais


Depois de uma viagem a Madri, há cinco anos, Daniela Bueno mudou a ideia que tinha sobre o papelão. De seu passeio por uma feira de arte na capital espanhola, a designer trouxe um banquinho feito do material, que comprara após ser surpreendida pela sua praticidade. O souvenir se transformou em ideia, e a ideia, em uma iniciativa empresarial.



De volta a São Paulo, a empreendedora deu início a um detalhado estudo do objeto. Depois de três anos de análise e experimentos, a antiga editora de revistas de moda criou o seu próprio modelo e passou a fabricá-lo.


moveis_de_papelao4.md.jpg

Hoje, a Crafta Inteligente tem cinco anos. A empresa é formada por Daniela e dois sócios, Marcello Cersosino, que administra a empresa, e Eduardo Blanto, responsável pela área comercial. A empresária é a responsável pela criação dos produtos.


moveis_de_papelao5.md.jpg

Além dos três, a empresa é formada ainda por mais três funcionários. E os sócios querem manter essa estrutura enxuta. “Não quero criar uma coisa gigantesca”, explica a designer, que consegue entregar 5.000 banquinhos em uma semana. “Nosso estoque é muito pequeno porque nossa rapidez na produção é muito grande.”


moveis_de_papelao6.md.jpg

Daniela e os sócios começaram vendendo o banquinho inspirado no modelo madrilenho e uma cadeira antes de decolarem. Com recurso próprio, o investimento inicial foi baixo, de 5.000 reais. “Compramos uma faca e o papelão para confecção da primeira peça, o banco”, explica Daniela. No ano passado, o faturamento foi de 600.000 reais. A expectativa para este ano é de um aumento real de pelo menos 15%.

moveis_de_papelao1.md.jpg      moveis_de_papelao7.md.jpg moveis_de_papelao8.jpg moveis_de_papelao9.jpg moveis_de_papelao10.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário